Projeto de Extensão e Cultura

Racismo e representatividade da criança negra na literatura infantil.

Este livro é uma tentativa de ressignificar o conceito princesa, introjetado violentamente no imaginário infantil. A narrativa que se preocupa em manter a pureza do encantamento, do lúdico e da inocência, não se eximiu de explicitar uma das etapas mais difíceis da vida de uma pessoa de pele negra, especialmente às mulheres, na qual lhes são apresentadas, na maioria das vezes de forma cruel, o que é “ser negro” no Brasil, a infância.